Atuação da Fisioterapia no Trabalho



Em qualquer atividade, a organização do trabalho está voltada para assegurar o nível de produtividade em função do lucro. Logo, a relação entre o trabalho e a saúde parece sugerir frontal contradição. Os esforços repetitivos, trabalho estático, esforço físico intenso, ritmos intensos de trabalho e posturas inadequadas estão presentes na maioria das atividades profissionais. Estas condições de trabalho são causas para o aparecimento ou agravamento de lesões, principalmente no sistema músculo-esquelético. Uma vez que são elegíveis para tratamento fisioterapêutico, o Fisioterapeuta está habilitado a estabelecer medidas de tratamento preventivo, porém, as empresas possuem características próprias, mesmo aquelas que atuam no mesmo ramo de atividade.
 
Esta é a razão pela qual um fisioterapeuta que atue dentro de uma empresa apresenta um rendimento melhor em sua atividade. Ele conhece a empresa como se fosse seu paciente, é capaz de identificar fatores que promovem acometimentos ocupacionais e desenvolver um trabalho da mais alta qualidade. Esta atuação é específica para cada empresa. Como exemplo, cita-se um curso de manuseio de cargas ministrado em uma empresa de cimento, com produção automatizada e com funcionários tendo o primeiro grau completo, comparado com um curso de manuseio de cargas ministrado em uma fábrica de cervejas, com produção parcialmente automatizada e com funcionários portando baixo grau de instrução. O número de horas/aula deverá ser maior na fábrica de cervejas.


Leia mais clicando aqui

0 comentários: