Ginástica Laboral - Necessidades e Tendências do Mercado

O crescimento da Ginástica Laboral (GL) na sociedade, nos últimos 20 anos, demanda uma sistematização dos serviços a serem prestados nas empresas, posto vivermos uma transição de paradigmas que impacta tanto na formação profissional quanto nas demandas organizacionais, incluindo-se temas relacionados à Qualidade de Vida, Saúde e Humanização no ambiente de Trabalho.

No intuito de promover uma discussão aberta e uma reflexão orientada para a ética e para a ocupação adequada deste mercado de trabalho, a Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL) lançou o I MANUAL de Boas Práticas na prestação de serviços em GL. Este foi o ponto de partida para a busca coletiva pela excelência, busca esta que vem sendo feita por algumas empresas isoladamente nos últimos anos.

A criação da ABGL permitiu que estas empresas se juntassem para discutir questões pertinentes a qualidade do serviço prestado, e um grupo de 10 pessoas no Brasil, de diferentes empresas, foram os responsáveis pelo desafio de organizar o material contido nesta publicação. Além disso, destacamos a atuação do professor Rony Tschoeke (CREF 4979 G/ PR) e do presidente do CREF PR - Antonio E. Branco - bem como todo o apoio do Sistema CONFEF / CREF, que muito tem contribuído e batalhado em favor da GL em nosso país, representando a categoria em diversos eventos e oportunidades, reforçando a atuação do profissional de Educação Física na empresas. Para esse ano estão previstos Fóruns Regionais da ABGL no RS, CE, PR e PE, alem dos encontros nacionais e workshops já realizados.

"Temos buscado realizar um trabalho profissional e diferenciado, que contribua para que a Ginástica Laboral seja reconhecida socialmente como uma intervenção positiva e necessária, capaz de contribuir de fato para a melhora da qualidade de vida do trabalhador e que atenda e responda às necessidades de gestão de recursos humanos e saúde nas organizações modernas" - afirma o professor Rony Tschoeke.

Reconhecimento da importância da Ginástica Laboral

Costumamos dizer que, quando se fala em saúde e qualidade de vida no trabalho, estamos falando de uma série de atitudes e comportamentos que devem ser adotados diariamente, dentro e fora do ambiente de trabalho. Trata-se de um processo de conscientização e de mudanças de hábitos, individuais e coletivos, que contribuirão para que esses objetivos sejam alcançados.

Falar de GINASTICA LABORAL nesse momento é falar de um programa capaz de ser reconhecido como importante e necessário dentro das empresas. O desafio está em oferecer e desenvolver programas adaptados as características de cada organização, alinhado com os objetivos da empresa e de acordo com os resultados que precisam ser atingidos. Precisamos ir além e nos posicionarmos de uma maneira ampliada dentro das empresas, debatendo qualidade de vida e promoção de saúde. A GL deve ser conduzida na direção de contribuir ainda mais com a saúde do trabalhador.

Projetar resultados que esses programas podem gerar é um desafio estratégico, que passa pela definição dos indicadores e das metas. Contudo, pretendemos chamar a atenção para a necessidade de uma nova abordagem desses programas, as quais tornarão a atividade sustentável a longo prazo.

0 comentários: