A Importância da Fisioterapia Preventiva na 3ª Idade


O envelhecimento é um processo dinâmico e progressivo, no qual ocorrem alterações morfológicas, bioquímicas e funcionais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a faixa etária de sessenta anos ou mais é a que mais cresce em termos proporcionais no país levando ao aumento das demandas sociais e consequentemente um desafio político, social e econômico.

As alterações fisiológicas que ocorrem nestes indivíduos levam a problemas de saúde e ocasionam restrições quanto á possibilidade de realizar atividades em geral e, muitas vezes, á perda da independência social e física. Este quadro de perda de função, sem intervenções adequadas, pode levar a limitações em cascata e com isso à perda da qualidade de vida.

A fisioterapia preventiva em idosos vem assumindo um papel cada vez mais importante quanto ao restabelecimento e manutenção das condições de saúde e das aptidões funcionais dos idosos, retardando o máximo possível a degradação de suas capacidades.

Com a realização de atividade física pode-se obter o bem estar físico e mental além da autoconfiança, por meio do domínio do corpo; aumento da disposição para a atividade física, maior mobilidade articular, aumento da circulação sanguínea, principalmente nas extremidades; melhora da coordenação e equilíbrio além de proporcionar ao idoso uma interação com a comunidade e com isso o combate à depressão, medo, decepções, aborrecimentos, tédios e solidão, ou seja, uma melhor qualidade de vida.

0 comentários: