Exames para crianças e adolescentes


Os exames laboratoriais devem ser recomendados com parcimônia para crianças, ou seja, somente em casos realmente necessários. Essa é a orientação do médico pediatra e presidente do Departamento de Pediatria da APM (Associação Paulista de Medicina), José Hugo de Lins Pessoa.

 Segundo Pessoa, a puericultura, que é a parte da medicina que se dedica aos cuidados com as crianças e adolescentes, está baseada na promoção da saúde, não em diagnósticos clínicos. Procure um pediatra se perceber qualquer alteração na saúde dos pequenos. Isso inclui programas de nutrição, imunizações (vacinas), vigilância de crescimento, auxílio psicológico em casos de acidentes e violência e orientações de atividades esportivas.

 

No entanto, alguns exames são mesmo essenciais para mantê-los saudáveis e mesmo vivos, principalmente quando nascem ou se tornam obesos ou alérgicos. O pediatra listou abaixo todos os exames (obrigatórios e recomendados) que quem tem de zero a 20 anos deve fazer.

 

Teste do pezinho (triagem neonatal): é feito 48 horas depois do nascimento. O sangue do bebê é colhido a partir de um furinho em seu calcanhar e segue para análise. O exame tem o objetivo de detectar doenças genéticas que podem se manifestar na criança no futuro. Pelo teste, os médicos podem ver a presença de anemia falciforme (destruição das células vermelhas do sangue), hipertireoidismo (excesso de funcionamento da tireoide), doenças do metabolismo como a fenilcetonúria (ausência ou deficiência de uma enzima, que causa retardo mental) e doenças infecciosas que podem alterar o desenvolvimento do bebê. O diagnóstico precoce permite o tratamento das doenças antes que os sintomas apareçam e tornem-se irreversíveis, como é o caso da deficiência mental. O exame é obrigatório e gratuito.

 

Teste do pezinho ampliado (triagem hereditária e metabólica): o exame é feito depois de 48 horas do nascimento a partir do mesmo procedimento do teste do pezinho tradicional. Mais completo, o exame oferece a checagem de mais de 30 doenças antes da aparição dos sintomas. É pago e não é obrigatório. Não está disponível no SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Audiometria (triagem auditiva): o exame, feito por um fonoaudiólogo, avalia a audição da criança recém-nascida. Ele é importante para conferir como ela escuta as diferentes frequências dos sons e com qual intensidade.

 

Hemograma e colesterol: o exame de dosagem de colesterol pode ser realizado a partir do primeiro ano de vida em crianças que têm antecedentes familiares. Nessa idade, pode ser realizado também um hemograma para verificar anemia.

 

DSTs (doenças sexualmente transmissíveis): exames que indicam a presença de vírus da herpes, Aids, HPV e sífilis. É indicado para adolescentes que iniciaram a atividade sexual. Deve ser realizado somente com pedido médico do pediatra, que vai analisar o comportamento de risco do jovem (frequência das relações sexuais, número de parceiros e uso de preservativos).

0 comentários: