Tendinite no tendão de Aquiles


O tendão de Aquiles é o mais resistente dos tendões. Permite-nos flectir o pé e erguermo-nos sobre a ponta dos pés. Durante esforços violentos, pode inflamar-se e por vezes romper-se.

SINTOMAS
Dor na parte de trás do tornozelo, ao nível do tendão, que aumenta com o andar e a compressão do tendão entre o polegar e o indicador. Nódulos se a tendinite for antiga. Incapacidade de se pôr nas pontas dos pés. De manhã, é preciso desentorpecer os pés antes de se conseguir andar. A dor atenua-se de dia e aumenta de noite.

PESSOAS MAIS EM RISCO
Desportistas entre os 25 e os 40 anos, depois de exercícios prolongados em chão duro (corrida, ténis, desportos de salão) ou de participarem numa maratona, e pessoas com mais de 60 anos. Inexistente na criança. Mais frequente no homem do que na mulher.

Porque dói?

- A dor, sobretudo matinal e nocturna, é inicialmente provocada por uma inflamação. Numa segunda fase e na ausência de tratamento, a dor aparece assim que se mexe o tendão (andar, correr, subir escadas) por causa de uma degenerescência fibrosa e nodular do tendão.
- A tendinite aparece depois de uma caminhada prolongada com sapatos inadequados, isto é, muito rasos ou cujo cano irrite o tendão (sapatos de montanha, botas), ou então depois de subir uma cadeira ou um escadote repetidas vezes, ou ainda a prática de jardinagem.

O que pode fazer?

- Procure a causa para a poder eliminar: mude de sapatos ou eleve a posição do calcanhar colocando no interiortalonettes de 1 cm no interior dos sapatos.
- Coloque gelo no tendão várias vezes por dia durante 10 minutos de cada vez.
- Aplique cataplasmas de argila ou de alumina à noite.
- Beba 1,5-2 l de água por dia. O tendão é muito sensível ao estado de hidratação.
- Vá ao médico.


Leia mais clicando aqui!

0 comentários: